Arruda

Um Blog Sobre Tecnologia, Informação, Literatura e Coisas da Vida

Fazendo um MakeFile


Então, depois de quebrar um pouco a cabeça com um projeto que estou fazendo, decidi compartilhar essa informação aqui com vocês, caso isso venha a ser útil para mais alguém.

Considerações

Fiz esse makefile pensando numa maneira bem genérica, já que minha app tem que gerar um makefile para compilar umas questões em c++.
Dessa forma o makefile pode ser usado em apps não muito sofisticadas(sem divisão de diretórios para headers e src por exemplo) que funciona direitinho(testado diversos casos ;) ).

O Arquivo

``` {lang="bash"} CC=g++ CFLAGS=-c -Wall LDFLAGS= SOURCES= fontes/main.cpp fontes/hello_world.h OBJECTS=$(SOURCES:.cpp=.o) EXECUTABLE= exec/hello_world all: $(SOURCES) $(EXECUTABLE) $(EXECUTABLE): $(OBJECTS) $(CC) $(LDFLAGS) $(OBJECTS) -o $@ .cpp.o: $(CC) $(CFLAGS) $< -o $@ clean: rm -rf fontes/*.o

Nesse exemplo temos uma **main.cpp** e um header **hello\_world.h** e isso será compilado e irá gerar um executável **hello\_world**.

Basicamente é isso.  
Onde tem

``` {lang="bash"}
SOURCES=

você lista seus arquivos fontes, e onde tem

{lang="bash"} EXECUTABLE=

é o executável a ser gerado.
E por fim é feita uma remoção dos arquivos .o da pasta fontes/

Espero que isso tenha ajudado, e uma imagem que eu fiz acerca de makefiles:
MAKEFILE make your self!